Curso urban development (focused on land readjustment measures);
comprehensive city planning
Período junho a agosto de 2007; setembro a novembro de 2011

Viajar para o Japão era um sonho. Durante muitos anos cultivei essa ideia, porém mesmo quando planejamos, por vezes a vida toma rumos diferentes daqueles que imaginamos na juventude.

Então, a viagem adormecida ficou sempre como uma possibilidade remota de difícil realização. O tempo foi passando e eu, já mais maduro, retomei meu sonho.

Após o contato com a JICA, a viagem não somente tornou-se uma realidade, mas também ocorreu em grande estilo, abrindo as portas para um Japão muito mais rico e profundo do que eu podia imaginar. Tive a honra de ser um bolsista da JICA por duas vezes, visitando o Japão não somente pela porta da frente, mas por todos os ângulos, inclusive pelo subsolo.

Usei o tempo para estudar, ler, escrever, desenhar, fotografar, passear, compor música, projetar, colher dados em campo e muito mais, aproveitando ao máximo a oportunidade única, sempre com a vontade de dividir com os amigos a minha preciosa experiência. Nem dormia, porque já estava sonhando… O mais importante de tudo não foi apenas o caráter profissional das viagens, do ponto de vista pessoal, mas, de maneira mais abrangente, pelos aspectos sociais que sua realização possibilitou.

O primeiro aspecto foi a troca de conhecimento com os outros participantes dos programas, além da carga de informações recebida dos professores e demais profissionais envolvidos. Depois, no retorno, o conhecimento adquirido foi e está sendo repassado aos colegas e a todos os que estão em nosso caminho, incorporando o verdadeiro espírito da JICA. Esse conhecimento é maturado e aplicado no dia a dia, mesmo que não percebamos, pelo resto de nossas vidas.

Não há mais retorno. E por último, e não menos importante, a experiência possibilitou a associação e a participação voluntária na ABJICA, como uma reverência e agradecimento pela oportunidade alcançada. Parabéns à ABJICA por seus 30 anos!